Pau de Sebo - O Cocô da Mosca do Cocô do Cavalo do Bandido (2002)



Essa "demo" é fruto da minha primeira experiência em estúdio. Não sabíamos nada do processo de gravação, fomos orientado por um camarada do estúdio lá de Sulacap. Nem lembro o nome do estúdio agora, mas até que o camarada teve paciência com agente... rsrsrs

Coloquei além das músicas que constam na capa, duas faixas extras. Uma, entitulada"P.S. - Político safado" e a outra uma vinheta com um berro do nome da banda.

Leia algumas resenhas que encontrei na net na época do lançamento da demo:

No "falecido" site da Navena Muzik:

"Local de Nascimento: Vila Kennedy.
Quem gosta de som pesado e rápido não pode deixar de ouvir esse cd. Hardcore, noise, beirando grind, assim é o Pau de Sebo. Vindos de Bangu, a banda conta com um dos melhores bateras do underground na atualidade: Thiago. Além do vocal poderoso de Angelo, acompanhado pelo guitarra Magno. Essa demo começa com o que todos juram ser uma balada. "Rosinha" abre o CD com ares de Pop, mas engana-se quem acha que a música é só melação até o fim. O Pau de Sebo mostra sua revolta contra todos nas oito músicas do CD. Destaque para músicas como "Desespero", " Insatisfação", "CMCCB" e a mais rápida de todas "Brasileiro", exatos 49 segundos de gritos desesperados, inadequado para quem tem ouvidos de princesa. No Resumo o CD é barulhento e divertido."

No "falecido" site Central da Música:

"O Cocô da Mosca do Cocô do Cavalo do Bandido" - Pau de Sebo.
17/04/2003 - 15:50:54 - Ricardo Schott

O som dos cariocas do Pau de Sebo(sim, é uma banda chamada Pau de Sebo) remete logo ao de grupos como Kombi que Pega Crianças e outras: punk rock maltocaderésimo, berrado, cheio de palavrões, piadas, etc. A primeira manha dos caras é abrir o disco com aquela famosa musiquinha do Ari Toledo, "Rosinha"( "Aí eu vendo essa porra/encho o cú de dinheiro/ Rosinha que se foda/que eu vou morar no puteiro") em versão punk porrada. É punk brazuca vintage com a mesma qualidade sonora e ruindade musical(no bom sentido, claro) de discos como Grito Suburbano, com direito a bases de guitarra que vão desafinando a cada toque, solos de bateria desencontrados, letras politicamente incorretas e pouca ou nenhuma técnica musical. A fita usada para gravar o disco deixa escapar estalidos, barulhos e distorções. e por isso é legal.

A porrada continua com apropriação de riffs de metal em "Desespero", com o Thrash despretencioso de "Tontura e Apatia", o hardcore" De Você". "Insatisfação" e CMCCB", por sua vez, são punk rocks que lembram Inocentes de Miséria e Fome, Incluindo até dedilhados góticos na abertura.

"Underground" segue a cartilha de porradaria musical do DRI e "Brasileiro" lembra "VCDMSA", dos Ratos de Porão.



Nenhum comentário:

Curtiu?! Faça sua doação! Você escolhe o valor!

Ajude esse artista a continuar criando! toda grana doada aqui, será revertida em arte para ser colocada no próprio blog. Como podes perceber, todo download aqui é grátis. Basta clicar no botão "Doar" abaixo.